Veja o que poderá mudar com o decreto que flexibiliza a posse e o porte de armas

0

A polêmica é acirrada, mas a realidade é que o decreto que flexibiliza a posse e o porte de armas ainda tem que ser regulamentado, ou seja, normas editadas pelo Comando do Exército definirão quais as armas que poderão ser comercializadas ou utilizadas pelos cidadãos.

Segundo o instrutor de tiro Eduardo Marocco, o texto do decreto permite que o fuzil da Taurus esteja entre as armas ao alcance dos cidadãos comuns. Pois a energia cinética da arma é de 1.320 joules, abaixo do limite das novas regras.

— O decreto não fala de armas, fala de calibres. O enquadramento não é apenas para essa arma, mas para todas que liberam uma quantidade de energia abaixo do permitido por lei, nesse caso, ela pode sim ser comercializada.

Ele lembra que a arma já foi permitida aos atiradores esportivos, e proibida após o Estatuto do Desarmamento.

A ampliação dos calibres ao alcance de civis também disponibilizaria carabinas semiautomáticas de calibres 40 mm, atualmente permitidas somente a caçadores, atiradores e colecionadores mediante autorização do Exército, e as armas de 45mm e 9 mm, atualmente de uso restrito do Exército e da polícia.

Confira a tabela abaixo

NENHUM COMENTÁRIO