Vale tudo na Câmara para livrar a mãe do prefeito Wladimir Garotinho

0

As contas da ex-prefeita Rosinha Garotinho foram reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ) e a decisão foi mantida pela Câmara de Campos em 2018, mas um movimento orquestrado na Câmara Municipal de Campos quer aprovar as contas de Rosinha à revelia do parecer do TCE.

Tentando legalizar a ilegalidade

Mas, eis que após a vitória do filho Wladimir, a nova Câmara, já alinhada ao rebento da prefeita, fez algo pra lá de improvável. Por 18 votos a um, e três abstenções, derrubou a decisão da própria Câmara com um novo decreto legislativo, tornando nula a decisão da legislatura anterior que, em julho de 2018, seguindo o parecer prévio do Tribunal de Contas do Estado (TCE), referente ao exercício de 2016, e reprovou as contas da ex-prefeita Rosinha Garotinho. Com a estranha decisão, o processo voltou ao início sob a “dourada égide” de se “conceder ampla defesa a ex-prefeita” e novamente analisar o relatório do TCE.

Mesmo diante da enorme possibilidade de uma vergonhosa derrocada judicial, acreditem, agora a Câmara Municipal de Campos vai novamente votar as contas já julgadas de Rosinha Garotinho. Aí é que a coisa ficou boa, e não só para a ex-prefeita…

O pesado jogo do toma lá, dá cá…

Esse jogo pesado em que vale tudo para livrar a ex-prefeita Rosinha Garotinho, mãe do prefeito Wladimir, envolve vagas, alto escalão etc… Esse vale tudo deverá custar caro ao contribuinte.

Para que ela tenha as suas polêmicas contas aprovadas é preciso que, dos 25 vereadores, 17 votem a favor da aprovação. Ou seja, cada voto será disputado palmo a palmo, favor a favor…

E quais seriam os nomes responsáveis pelo novo golpe?

Pelo menos um vereador já declarou o seu voto está fora desse pouco recomendado jogo, o vereador Marquinho Bacellar, o único a votar contra na primeira votação para inocentar Rosinha, e sair disparando: “Isso é um golpe. Estão passando por cima da própria Câmara para limpar a ficha suja de uma prefeita que deixou dívidas e um rastro de irregularidades. O parecer do TCE lista todos absurdos cometidos por Rosinha. E vão ter coragem de ignorar isso é dar o golpe?”

Entre as dúvidas que circulam nos corredores da Câmara estão:

Fred Machado, Raphael Thuin, Abdu Neme, Nildo Cardoso, Bruno Vianna, Helinho Nahim, e Rogério Matoso.

Também se pergunta em que os três vereadores do PDT de Caio Vianna vão votar:

Luciano Rio Lu (Distintivo), Marquinho do Transporte, e Leon Gomes.

Após a votação, todas essas dúvidas serão esclarecidas….

NENHUM COMENTÁRIO