STF nega recurso aos condenados Thiago Virgílio, Kellinho e Linda Mara

0

Os três condenados Thiago Virgílio, Kellinho, e Linda Mara Silva tiveram recurso negado pelo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que manteve as prisões dos dois primeiros no Presídio Carlos Tinoco da Fonseca para cumprir 5 anos e quatro meses de cadeia em regime semiaberto, e as buscas para prender a última, que ainda se encontra foragida.

Linda Mara e Thiago Virgílio, cabos eleitorais de confiança de Wladimir Garotinho deverão desfalcar seu time de apoio

Linda Mara mostra talento fugindo da PF a 45 dias

Foragida da justiça pela segunda vez, Linda Mara Silva tem mostrado todo o seu talento, há 45 dias fugindo da Polícia Federal, mas ela pode ter seu regime de prisão modificado para fechado por conta da fuga para evitar o cumprimento da sentença. Informações sobre seu paradeiro podem ser comunicadas a Delegacia da Polícia Federal de Campos.

Votos pagos com dinheiro público

Os três foram condenados no âmbito da Operação Chquinho da Polícia Federal, que desbaratou um esquema de compra de votos na última eleição com o programa social Cheque Cidadão, pago com dinheiro público dos campistas, durante a gestão Rosinha Garotinho, que também levou a condenação do seu marido Garotinho a quase 10 anos de cadeia.

Apelação

Apesar do Tribunal Superior Eleitoral ter negado, por unanimidade, o recurso dos ex-vereadores. Ainda existe a possibilidade de apelação ao plenário do STF.

NENHUM COMENTÁRIO