Rosinha Garotinho é condenada por injúria contra desembargador Luiz Zveiter

0

A ex-governadora do Rio de Janeiro Rosinha Garotinho foi condenada a indenizar o ex-presidente do Tribunal de Justiça do estado Luiz Zveiter por injúria. O juiz Paulo Roberto Sampaio Jangutta, da 41ª Vara Criminal, estabeleceu sentença de dois meses de detenção e pagamento de multa.

Em carta aberta à ministra do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia e publicada no jornal O Povo, a ex-governadora chamou o desembargador de “poderoso que escapou do escândalo da Cyrela, dos concursos fraudados, de acordos imorais”, de “rei Zveiter”, de “gigante transgressor da justiça” e “de braço do Sérgio Cabral no Judiciário estadual”. Além disso, no Blog do Garotinho, do seu ex-marido Anthony Garotinho, chamou o desembargador de “todo poderoso Zveiter” e “de homem de Cabral no Judiciário”.

Para Sampaio Jangutta, os episódios caracterizam a prática do crime de injúria. Além disso, o juiz destacou que o crime foi cometido contra um funcionário público em razão de suas funções e contra uma pessoa de mais de 60 anos, o que gera um aumento de pena.

O ex-presidente do TJ-RJ já moveu diversas ações criminais e cíveis contra Rosinha, seu ex-marido Anthony Garotinho, e a filha deles, a deputada federal Clarissa Garotinho (PR-RJ).

Em um dos casos, Anthony e a Rádio Tupi foram condenados a indenizarZveiter em R$ 90 mil. Em outro, Anthony Garotinho foi condenado a prestarserviços comunitários e pagar multa ao ex-presidente do TJ-RJ.

Clique aqui para ler a decisão

Por Fernando Martines/Conjur

NENHUM COMENTÁRIO