Rosinha é sumariamente expulsa do Patriota

0

Após definir a expulsão da ex-prefeita Rosinha do Patriota, a presidente estadual do partido Eliane Cunha diz não ter conseguido notificar Rosinha para apresentar a sua defesa: “Tentamos notificar ela de todas as formas, mas não nos responde para apresentar sua defesa. Mas, de qualquer forma, não nos interessa no cenário político. Ela foi sumariamente expulsa”.

Difícil notificar na cadeia ou ocupada fazendo doce

Ela também declarou que a relação dos afiliados deve ser enviada à Justiça Eleitoral em abril e outubro, mas no caso de Rosinha, segundo ela: “Ela deve estar mais ocupada fazendo doce”. “Ficou difícil notificar quando ela estava na cadeia. Mas em abril do ano que vem vamos enviar a relação à Justiça Eleitoral”.

Sem aliança com a família Garotinho, quem apoiar Wladimir será expulso do partido

A dirigente partidária também alertou sobre o posicionamento do Patriota em relação a Wladimir Garotinho: que não há possibilidade de aliança com a família Garotinho. “Ainda está cedo, não sabemos se vamos lançar uma candidatura própria ou se vamos acompanhar alguém. O que está certo é que não vamos estar ao lado desta família. E se qualquer candidato do Patriota for flagrado com algum material ou algum apoio ao filho do casal (Wladimir), será expulso do partido”.

“Não me lembro de ter problemas com Garotinho. Ele que tem muitos problemas”

Sobre Garotinho, quando ela dirigia o PRP, e ele tentou concorrer novamente ao Palácio Guanabara em 2018 pela legenda e a sua candidatura barrada pela Justiça Eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa, ela foi direta: “Abri as portas do partido, acreditei nele, mesmo com tantos problemas. Não fiz trapalhada. Na verdade, ele tem razão, fiz uma trapalhada, sim. Foi ter aberto a porta do partido a um ex-presidiário, mesmo com outras pessoas me alertando sobre ele. Não me lembro de ter problemas com Garotinho. Ele que tem muitos problemas”.

NENHUM COMENTÁRIO