“Rei” diz que pediu a Globo para cancelar seu show de fim de ano

0

Mais um fim de ano sem especial de Roberto Carlos na Globo

Pelo segundo ano consecutivo, a Globo não vai gravar uma edição do Roberto Carlos Especial. A decisão de trocar um inédito por uma reprise em 2020 partiu de um pedido do próprio cantor, que foi atendido pela emissora. O problema é que a quebra de uma tradição que já dura mais de quatro décadas preocupa alguns brasileiros, que sofrem com a possibilidade de uma nova “maldição” para o ano que vem. Em 2019, a Globo também não exibiu um show gravado apenas para a TV, com a presença do elenco da emissora no palco e na plateia. Foram ao ar apresentações do “rei” em Curitiba, Miami, Nova York, Lisboa, Madri e Londres.

O que aconteceu em 2020? Pandemia, crise econômica, nuvem de gafanhotos, aumento da destruição das florestas e uma sequência negativa que parece não ter fim. Como superar um ano desse sem um especial inédito do cantor

Em nota, o músico disse que foi atendido pela emissora

A assessoria de imprensa do cantor Roberto Carlos, 79, afirmou nesta quinta-feira (19) que a sugestão de não fazer a gravação do especial de fim de ano da Globo foi uma escolha do próprio artista. Em nota, o músico disse que foi atendido pela emissora.

“Sugeri a TV Globo a não fazer meu especial este ano, pelo grande número de profissionais envolvidos e presentes nas gravações. Foi sugerido a exibição do show gravado em Jerusalém, que considerei uma boa solução. Minha parceria de mais de quatro décadas com a Globo, continua em perfeita harmonia”, afirmou.

Em 46 anos, esta será a segunda vez que o rei não terá um especial na emissora. A primeira foi em 1999, em razão da morte de sua mulher, Maria Rita. Entretanto, apesar de não haver um novo show, a Globo decidiu reeditar a apresentação do cantor gravada em Jerusalém em 2011, com direção de Jayme Monjardim.

Capturado em 3D, o que não pode ser visto por muitos espectadores pela TV, o espetáculo ganhou até uma exibição em salas de cinema no ano passado, quando o rei comemorou 60 anos de carreira, para ser apreciado com tal tecnologia.

Neste ano, em meio a pandemia do novo coronavírus, Roberto Carlos fez duas lives, uma no seu aniversário, 19 de abril, e outra no Dia das Mães. A direção da Globo avaliou que não poderia chamar de especial mais um show transmitido dos estúdios do ídolo, única opção que ele teria para este momento em que o mundo vive uma crise sanitária.

O tradicional cruzeiro do cantor, Emoções em Alto Mar, também precisou ser adiado para 2022. O evento que aconteceria entre 6 e 10 de fevereiro do ano que vem, não ocorrerá no verão do ano seguinte. Como não é possível saber como a situação estará até fevereiro, a decisão de adiar agora foi a mais prudente para evitar cancelamentos mais perto do embarque no cruzeiro.

Porém, o projeto Emoções na Praia do Forte (BA), apresentação similar à que ocorre no cruzeiro, segue marcado para o segundo semestre de 2021.

NENHUM COMENTÁRIO