Preso ex-secretário de Rosinha que teria dado fuga ao Rei Arthur, dos 40 milhões do Previcampos

0

O ex-procurador Astério Pereira dos Santos, foi preso nesta quinta-feira sob suspeita de lavagem de dinheiro. Ele é ex-secretario de Estado de Administração Penitenciária (Seap) na gestão da ex-governadora Rosinha Garotinho, conduzindo a Seap entre 2003 e 2006, Astério Pereira dos Santos, e também atuou no governo Temer.

Para assumir como secretário nacional de Justiça, ele teve que se aposentar do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), onde atuava como procurador.

Segundo o Ministério Público Federal, Astério e outras 14 pessoas foram denunciadas por envolvimento em pagamento de propinas a conselheiros do TCE-RJ (Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro).

Astério teria colaborado com a fuga do Rei Arthur, que levou milhões do Previcampos para hotel na Barra

Segundo a TV Globo, Astério é suspeito de lavagem de dinheiro e de ter colaborado na fuga do empresário Arthur César de Menezes, o Rei Arthur. Até o momento, sete pessoas já foram presas nesta nova fase da Lava Jato e a Polícia Federal pretende cumprir nove mandados de prisão. O juiz Marcelo Bretas também expediu 32 mandados de busca e apreensão.

Rombo milionário no Previcampos

Em 2016, cerca de R$ 40 milhões do Previcampos foram investidos no hotel seis estrelas LSH na Barra da Tijuca, do qual um dos principais sócios era o “Rei Arthur”, o amigo oculto de Garotinho.

Os servidores municipais de Campos fizeram um investimento de risco, e involuntário, no Hotel LSH, na Barra da Tijuca, onde um dos sócios era o notório “Rei Arthur”. Este “investimento” da Previcampos foi em torno de R$ 40 milhões.

O empreendimento chegou a ter parceria com Donald Trump, mas foi abandonado por denúncias de corrupção em Fundos de Pensão.

NENHUM COMENTÁRIO