Megafone botou a boca no Trombone. Veja trechos que comprometem Garotinho, Rosinha, Linda Mara, Thiago Godoy e Thiago Ferrugem

0
Megafone botou a boca no Trombone. Veja trechos que comprometem Garotinho, Rosinha, Linda Mara e Thiago Godoy e Thiago Ferrugem

Fac-símile de trechos do depoimento de testemunhas publicados em primeira mão pela Folha da Manhã (AQUI).

Beth Megafone abriu o verbo e contou como funcionava o esquema
Beth Megafone abriu o verbo e contou como funcionava o esquema

Depoimento detalha “esquema”

“O depoimento da testemunha-chave no caso Chequinho, a radialista Elizabeth Gonçalves, a Beth Megafone, detalhou como teria funcionado o “escandaloso esquema” do uso político do Cheque Cidadão. Beth falou por mais de três horas, na tarde dessa segunda-feira (27), ao juiz Ralph Manhães, na presença de representantes do Ministério Público Eleitoral (MPE) e de advogados, entre eles, o defensor do ex-governador Anthony Garotinho (PR), Fernando Fernandes. Beth afirmou, por exemplo, que colocou fogo em documentos “por ordem do senhor Anthony Garotinho” e que os cartões, nesse período, vinham desbloqueados também por ordem dele. O depoimento aconteceu na Ação Penal que tem como réus os vereadores eleitos e não diplomados Ozéias (PSDB) e Miguelito (PSL), além da ex-secretária de Desenvolvimento Humano e Social Ana Alice Alvarenga e a ex-coordenadora do Cheque Cidadão Gisele Koch. Na esfera eleitoral, são esperadas para os próximos dias as sentenças das ações de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) que têm os suplentes de vereador Geraldinho de Santa Cruz (PSDB) e Carlinhos Canaã (PTC) como réus.

“Disse que Ana Alice era “monitorada 24 horas pelo Sr. Thiago Ferrugem através de telefonemas e WhatsApp”. Afirmou que, durante a fuga para o Rio, teve despesas pagas por Thiago Godoy, ex-subsecretário de Governo. O episódio da testemunha que gravou um áudio divulgado no rádio, entrega de cartões em caixas e pacotes e até alerta feito pelo ex-governador para “irem com calma” depois das denúncias também foi relatado.”

Fonte: Folha da Manhã

NENHUM COMENTÁRIO