Malas de até 23 kg grátis em voos nacionais

0

A medida provisória que libera gratuitamente malas de até 23 kg em vôos nacionais, aprovada pelo Congresso, também permite que companhias aéreas brasileiras sejam totalmente controladas por grupos estrangeiros

A proposta do senador Roberto Rocha (PSDB-MA), embarcou na garupa na pretensão de ampliar de 20% para 100% a entrada de capital estrangeiro em companhias aéreas nacionais, e incluiu no projeto a gratuidade do despacho de uma mala de 23 kg nos voos domésticos (nacionais).

O retorno da gratuidade para bagagens nessa classe de viagens foi incluído no relatório do senador Roberto Rocha

O retorno da gratuidade para bagagens nessa classe de viagens foi incluído no relatório do senador Roberto Rocha (PSDB-AM) como fruto do consenso entre os senadores de que a cobrança, permitida há três anos, não resultou em uma efetiva redução no preço das passagens.

A proposta retorna as franquias de bagagens existentes à época da edição da Resolução da Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC) nº 400, de 2016, que havia permitido a cobrança das bagagens. O texto permite que o capital social das companhias aéreas com sede no Brasil seja totalmente estrangeiro.

NENHUM COMENTÁRIO