Habeas Corpus de Garotinho ficou para o plenário do TSE, nessa terça-feira

0
O ministro Tarcísio Vieira do TSE passou para o plenário a decisão da “Batata Quente” do Habeas Corpus pedido por Garotinho

O relator do caso ministro Tarcísio Vieira, ex-advogado de Rosinha, evitou o peso de uma decisão monocrática, e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) colocou o pedido de Habeas Corpus de Garotinho na pauta da reunião do plenário dessa terça-feira, que também irá julgar um embargo de declaração impetrado pela defesa do réu, que foi condenado a 9 anos, 11 meses e dez dias de reclusão, por cometer crime eleitoral 17.515 vezes, associação criminosa, supressão de documento e coação de testemunhas da “Chequinho”, o escandalosos esquema de compra de votos com Cheques Cidadão pagos com 11 milhões de reais do dinheiro público.

Colecionando de derrotas

Seguidamente colecionando derrotas, nessa segunda-feira a defesa de Garotinho colheu mais uma no TRE com a desembargadora Cristina Feijó ter negado que negou mais um pedido de que o processo da “C hequinho fosse retirado da 100ª Zona Eleitoral de Campos, além de também negar a suspensão da Ação Penal 45-02, em curso na 100ª Zona Eleitoral, que já havia sido negado pelo plenário daquele tribunal no último dia 20.

PGR é contra

Para complicar ainda mais a vida de Garotinho e sua defesa, além do ministro Tarcísio Vieira, ex-advogado de Rosinha, ter passado para o plenário a “batata quente” do julgamento do pedido de Habeas Corpus, a Procuradoria Geral da República (PGR) manifestou-se contra o deferimento do Habeas corpus (HC) que tramita junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e que pede a liberação do ex-secretário de Governo de Campos, Anthony Garotinho, em prisão domiciliar desde o último dia 13.

De acordo com parecer, assinado pelo subprocurador-geral Humberto Jacques de Medeiros e encaminhado ao ministro-relator Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, não há ilegalidade na prisão domiciliar imposta ao réu.

Incerteza

Talvez essa noite a ex-prefeita Rosinha já não tenha mais tanta certeza como expressou em live de que teria uma decisão favorável no TSE.

NENHUM COMENTÁRIO