Governo quer integrar o Porto do Açu à ferrovia Vitória a Minas

0

Na segunda-feira, o ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas anunciou que o governo tem planos para conectar a Ferrovia Vitória a Minas, operada pela Vale, ao Porto do Açu, em São João da Barra, passando pelo polo petroquímico Comperj, no Rio de Janeiro.

Na última semana, a Vale conseguiu que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) prorrogasse o seu contrato de concessão da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) por mais 30 anos, viabilizando futuros investimentos, antes previsto apenas a partir de 2027.

Ferrovia na porta do Açu

“É preciso levar uma ferrovia para porta do Açu (passando pelo Comperj)… Isso ainda está em avaliação. Levar ferrovia ao Açu será feito com recursos provenientes da prorrogação ou com recursos públicos. Fazer chegar ao Açu é uma prioridade”, disse Freitas durante evento empresarial no Rio de Janeiro.

O ministro adiantou que o projeto de engenharia e a precificação da malha da EFVM de Cariacica (ES) até o Rio de Janeiro serão feitos pela própria Vale.

Logística

A ligação ferroviária entre Rio de Janeiro e Espírito Santo é uma obra importante para o desenvolvimento nacional. A ferrovia interligará os principais terminais portuários privados existentes ao longo da costa – com destaque para o Porto do Açu e para o Porto Central –, constituindo uma alternativa logística para o escoamento de cargas originadas do Sudeste e do Centro-Oeste do Brasil, dentre as quais produtos manufaturados e commodities agrícolas e minerais.

O investimento na ferrovia é importante para aumentar a competitividade do transporte de produtos petroquímicos, minério de ferro, grãos, siderúrgicos, entre outros, com redução do custo logístico de transporte e melhor o escoamento e comercialização de produtos nos mercados interno e externo.

NENHUM COMENTÁRIO