Gestora do Cheque Cidadão condenada é nomeada por Witzel como Assessora Chefe

0

Na terça-feira (21), a campista Roberta de Paula Oliveira Moura, ex- gestora de contrato do programa Cheque Cidadão da gestão Rosinha Garotinho, condenada na Chequinho, foi nomeada pelo governador Wilson Witzel como Assessora-Chefe da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Relações Internacionais.

Roberta Moura no lançamento do Cheque Cidadão ao lado de Thiago Godoy e Garotinho, também condenados na Chequinho

Ex-suplente de vereador, que chegou assumir uma cadeira na Câmara Municipal de Campos, Roberta foi condenada a cinco anos e três meses de cadeia na Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aijes) originada da operação Chequinho da Polícia Federal, que desbaratou a quadrilha do maior esquema de compra de votos pagos com dinheiro público, através do programa social Cheque Cidadão.

Roberta Moura foi gestora do Programa Cheque Cidadão na gestão Rosinha

Citada em ação contra Garotinho

O nome de Roberta Moura aparece sete vezes na peça que deu início à ação penal do Ministério Público Eleitoral contra o ex-governador Anthony Garotinho. Em 2017, ele chegou a ser preso enquanto apresentava um programa de rádio, em decorrência de acusações de uso político do Cheque Cidadão, na gestão da mulher Rosinha.

Uma das testemunhas citadas pelo MP Eleitoral, Zenaide Rosa afirmou, em depoimento prestado em setembro de 2016:

“Em julho deste ano (2016) recebeu a visita de uma vizinha que informou à declarante que na casa de uma outra vizinha, chamada SETE, estava fazendo o ‘chequinho’; (…) Que na casa de SETE estavam muitos vizinhos, querendo o ‘chequinho’; Que também estavam na casa de SETE a candidata ROBERTA MOURA (…); QUE ROBERTA MOURA pediu o voto para ela e para o candidato CHICÃO a todos em troca do ‘chequinho’”

Vereadora por poucos dias

Em maio de 2017, Roberta Moura, que teve pouco mais de mil votos nas eleições de 2016, chegou a assumir uma cadeira na Câmara de Vereadores de Campos. Outros eleitos à frente dela também haviam sido citados e condenados em decorrência da Operação Chequinho. O mandato, porém, durou apenas cerca de 15 dias, já que ela própria foi condenada pelo TRE-RJ, em sentença que foi confirmada posteriormente pelo TSE.

Currículo

Em seu currículo, Em 2015, enquanto Anthony Garotinho era secretário de Governo de Rosinha, Roberta Moura foi diretora de Transferência de Renda, cargo-chave para a concessão do Cheque Cidadão, utilizado como moeda de troca por votos.

Com informações de: NR. Rio de Janeiro, Blog do Berta, Blog Na Curva do Rio / Suzy Monteiro

NENHUM COMENTÁRIO