Feira do Peixe. Uma boa oção para a Páscoa da família

0

Quem ainda não comprou o peixe para o feriadão santo, ainda pode fazer isso hoje na Feira do Peixe da Semana Santa.

Muitos consumidores que seguem a tradição estão garantindo os seus pescados de qualidade e bom preço para a refeição na feira.

Além disso, quem comparece a Feira também pôde adotar peixes ornamentais, em uma iniciativa promovida pela subsecretaria de Pesca e Aquicultura em parceria com a Peixinhos & Cia. A doação de peixinhos continuará no último dia da feira, nesta sexta-feira (19). A Feira está sendo realizada na rua das Palmeiras, próximo ao Parque Alzira Vargas, das 7h às 14h.

Vale a pena

Estão sendo vendidos peixes de água salgada e doce, e crustáceos com preço de R$ 10 a R$ 30. Além de oferta de temperos, hortaliças, também faz parte da feira uma praça de alimentação com lanches, e algumas bancas aceitam cartões de crédito e débito para quem opta por essa forma de pagamento.

Venda de pescados movimenta economia local

— Estamos esperançosos com esse grande movimento. A nossa meta é ultrapassar o quantitativo de quilos que vendemos na edição passada que chegou a 10 toneladas de pescados. Ao final desta edição da feira, começaremos a elaborar o cronograma para iniciar a Feira de Peixes nos Bairros, já com previsão para ser iniciada no final de maio. Além disso, estaremos visitando os pescadores para continuar orientando sobre a regularização e a atualização da Carteira de Pesca, adquirido pelo Governo Federal através da Secretaria de Aquicultura e Pesca (Seap) para que fiquem legalizados, além de estar garantindo os benefícios, como o seguro defeso — informou o subsecretario de Pesca e Aquicultura, Jose Roberto Pessanha.

Petiscos

Traíra, tilápia, camarão e até torresmo de pescado são alguns dos favoritos dos consumidores. O aposentado Sergio Tadeu Gomes, de 65 anos garantiu os caranguejos para seu almoço de Semana Santa.

— Estava à procura dos caranguejos, pois minha esposa pensou em fazer. Me informaram dessa Feira e vim para conferir. Estou satisfeito por ter conseguido comprar e por saber que é de qualidade e são frescos — disse Sergio Tadeu Gomes.

A moradora do Parque Leopoldina, Heloisa Barcelos, de 50 anos, aproveitou para comprar no cartão.

— Com certeza com o pagamento feito no cartão facilita as nossas vidas, pois muitas das vezes esquecemos de retirar o dinheiro no banco e conseguimos comprar desta forma. Por essa facilidade, estou levando vários quilos de peixes, entre eles tilápia e cação, além das hortaliças que já estou de olho — contou satisfeita a pensionista.

Vale a conferida:

Por: Thaisa Barreto – Foto: Rogério Azevedo

NENHUM COMENTÁRIO