“Fantasma da GAP”, amigão de Wladimir, presta depoimento ao MP em Campos

0

Assombrando os Garotinho

Nessa quarta-feira (04), o empresário Fernando Trabach, o notório “Fantasma da Gap”, compareceu ao Ministério Público, em Campos, para prestar novo depoimento às autoridades sobre os pouco recomendados fatos em que se envolveu durante a gestão da ex-prefeita Rosinha Garotinho, quando manteve contrato milionário de ambulâncias com a prefeitura de Campos.

O empresário Fernando Trabach chega ao MP em Campos

Contrato de 13 milhões com a gestão Rosinha e carro de luxo emprestado a Wladimir

Ele é o mesmo empresário responsável pela GAP, que emprestou um carro de luxo a Wladimir Garotinho, estranhamente na época em que a prefeita Rosinha Garotinho mãe de Wlad mantinha o tal contrato de 13 milhões de reais com a empresa em Campos.

A ligação com Wladimir Garotinho foi descoberta por conta de um nebuloso acidente com o automóvel.

O carro de luxo da GAP utilizado por Wladimir, que se envolveu em um acidente

Fernando Trabach utilizava o “fantasma” George Augusto Pereira da Silva para realizar contratos com os governos municipais com o objetivo de cometer crimes licitatórios e contra a ordem tributária. Inclusive o luxuoso veículo Fusion utilizado por Wladimir Matheus, era de propriedade da GAP (documento abaixo), “emprestado” a Wladimir e depois envolvido no rumoroso acidente com o filho do casal Garotinho.

Amigão perdoa prejuízo

À época, George, identificado como o “Fantasma da Gap”, perdoou a dívida dos danos causados ao carro por Wladimir Garotinho. Ademais, muito gentilmente, considerou o filho de Garotinho como “um amor de pessoa”.

Assombração

Posteriormente, após a descoberta de um proprietário fantasma tornar-se um escândalo, o contrato com a empresa foi interrompido.

E agora, o será que o “Fantasma” Fernando Trabach vai declarou ao Ministério Público em Campos? O que ele veio contar? Quem esse “fantasma” vai assombrar?

Em 2009 o Somos avisou Rosinha sobre a GAP, mas ela ignorou. Porque teria sido?

Rosinha foi avisada pela Somos em 2009

A verdade é que essa história é velha e foi denunciada pela Revista Somos Assim em 14 de junho de 2009 sem que nenhuma providência concreta tenha sido tomada pela ex-prefeita Rosinha.

Em sua edição 199, a Revista Somos Assim dava início à reportagem-denúncia contra a Gap, mostrando várias divergências bastante suspeitas na documentação da empresa, endereço diferente da nota fiscal, finalidade social de venda de produtos automotivos, e publicou fotos do endereço da sede em um galpão lacrado com cadeado em local ermo que não condizia com o milionário contrato com a Prefeitura de Campos.

Abertura da reportagem da Revista Somos Assim em 14/junho/2009

“Mais de 13 milhões (13.899.600) em jogo, e o atendimento de ambulâncias à Saúde Municipal de Campos nas mãos da George AP. da Silva Comércio de Produtos Automotivos ME, uma micro empresa instalada em Caxias, em endereço diferente do que consta na nota fiscal nº243, emitida em 28/11/2008, que venceu o pregão n° 045/09 para aluguel de ambulâncias e terceirização de motoristas, para atender as necessidades dos órgãos de Saúde da Prefeitura de Campos.”

LEIA MAIS AQUI

https://somosassim.com.br/portal/97289-2/

Agora, vamos confiar na justiça e aguardar os próximos capítulos dessa novela fantasmagórica que assombra o clã dos Garotinho.

O ex-procurado José Paes Neto explica o caso

NENHUM COMENTÁRIO