Desapropriada por Rosinha, Fazenda Pedra Lisa está abandonada há seis anos

0

Clínica milionária de reabilitação de Rosinha em fazenda virou ninho de ratos

No dia 4 de julho de 2012, a então prefeita de Campos Rosinha Garotinho inaugurou, com pompa e circunstância, o Serviço de Proteção Social para Pessoas com Dependência Química – Clínica de Reabilitação Geremias de Mattos Fontes no distrito de Morro do Coco, no imóvel da Fazenda Pedra Lisa, desapropriada por ela em 2011 (no Diário Oficial de 26 de julho de 2012, há uma menção sobre aquisição de imóveis no valor de R$6.564.233,58, mas sem especificar a compra feita pela gestão Rosinha Garotinho).

Instalado no imóvel onde antes funcionava um hotel fazenda, a clínica tinha capacidade para atender a 70 dependentes de substâncias psicoativas.

A ex-prefeita Rosinha Garotinho declarou na inauguração:

“Já era hora de Campos ter esse serviço. Essa é a primeira clínica e vai atender a adultos. Depois, clinicamente, precisamos cuidar de nossas crianças e adolescentes. O ideal seria não precisar de nenhuma clínica de reabilitação, mas quem tem no seio familiar alguém com dependência química sabe o quanto o problema afeta toda a família, tirando a harmonia e desestruturando pais e mães que não desejam nunca o mal para seus filhos.”

Três anos de funcionamento e seis de abandono

Mas, infelizmente, a iniciativa estava destinada ao fracasso e ao abandono pela administração pública.

A instituição funcionou apenas por três anos. Em 2015 fechou as portas, e há seis anos o prédio que antes sediou um hotel e depois a clínica para dependentes químicos está fechado.

A área de sete alqueires está abandonada pelo poder público, e as dependências do imóvel estão tomadas por cupins, sem vigilância, totalmente inutilizadas e em estado deplorável. Um patrimônio pago pelos campistas que foi desprezado, vandalizado e saqueado ainda na gestão da ex-prefeita Rosinha Garotinho.

O arquiteto Victor Aquino lamentou a situação do imóvel:

O empresário Ialdy Reis dos Santos

“A construção que aparece na reportagem foi edificada pelo empresário Ialdy Reis dos Santos, rodeada por jardins, com sala medindo 100m², e as 10 suítes de hóspedes se espalhavam por um corredor de 3 metros de largura. Uma galeria, na verdade. A cozinha industrial fazia inveja a qualquer restaurante de Campos. Tudo isso em frente à sede antiga, linda igualmente, onde seu pai, “Nonô da Pedra Lisa” habitou. Ali, Ialdy construiu a piscina e extensa área de lazer, mais ou menos a 500 metros das cocheiras e do laticínio. A fazenda Pedra Lisa era uma beleza de produção e história… Uma lástima.

Onde o poder público entra, quase sempre destrói, ou deteriora. Conheço bem o local desde a construção empreendida por Ialdy Reis dos Santos, de família conhecida aqui em Campos e proprietária do Café MM e dos Armazéns Murundu, no Rio.”

Moradores de Morro do Coco fazem apelo para que Prefeitura de Campos tome providências

Iago Santana – morador de Morro do Coco – fez um apelo em vídeo para que o imóvel fosse leiloado ou vendido para voltar a oferecer empregos e geração de renda àquela localidade. Seu apelo chegou a TV Guarus que gravou uma reportagem no local, que pode ser vista abaixo:

As fotos do estado lastimável de abandono do imóvel da Fazenda Pedra Lisa utilizadas nessa matéria foram capturadas do vídeo (acima) feito pela TV Guarus.

NENHUM COMENTÁRIO