Defensoria Pública da União pediu à Justiça novo adiamento do Enem

0

A Defensoria Pública da União pediu à Justiça o adiamento das provas do Enem marcadas para 17 e 24 de janeiro (versão impressa). Originalmente, o exame seria feito em novembro, mas a data foi alterada devido à pandemia. O Enem 2020 tem 5,78 milhões de candidatos confirmados. A versão digital será realizada em 31 de janeiro e 07 de fevereiro.

Assinam a ação contra o Ministério da Educação (MEC) e o Inep, autarquia responsável pelo exame, também a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e as entidades Campanha Nacional pelo Direito à Educação e Educafro.

Na noite da última sexta-feira, 08, a Defensoria Pública da União pediu à Justiça Federal que o Enem 2020, marcado para acontecer presencialmente nos próximos dias 17 e 24, fosse novamente adiado por questões sanitárias. A ação recebeu o apoio de órgãos estudantis, como a União Nacional dos Estudantes e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas.

Até esse sábado (9/01/21) ainda não havia decisão judicial.

Aproveite seu tempo: Estratégias cognitivas, emocionais e comportamentais para o Enem

Com o isolamento social proporcionado pela Covid-19, as datas das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 foram adiadas para os dias 17 e 24 de janeiro, provas presenciais, e 31 de janeiro e 07 de fevereiro, provas digitais.

O Enem é o processo avaliativo mais esperado por milhares de alunos em todo o país, tendo 5,8 milhões de inscritos, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Professores de Psicologia orientam

O coordenador do curso de Psicologia do Unilasalle-RJ, Luis Antônio Campos, afirma que os estudantes que vão encarar o Enem convivem com situações e sentimentos já conhecidos, como pressão, auto-cobrança e cobrança de familiares, comparação com colegas de classe e o medo da reprovação. “Neste momento, é fundamental praticar algumas ações para não apenas manter o ritmo de estudos como também gerenciar o tempo e manter a saúde mental”, frisa.

Obtenha bons resultados

Os professores do curso de Psicologia da Unilasalle elencaram 20 dicas para os candidatos conseguirem bons resultados nas provas do Enem, presenciais ou digitais. O coordenador Luis Antônio Campos reforça que, neste período de pandemia, os pertences são um prato cheio para o vírus, sendo necessário todo o cuidado no momento de realizar a prova, com o uso de máscara, álcool gel, e caneta sem compartilhamento, com itens trazidos de casa.

Dicas cognitivas:

  1. Durante a prova, foque no momento presente. Direcione toda a sua atenção para as questões, não se perca em pensamentos sobre o que fez até aqui ou o que fará após a prova.
  2. Você tem uma grande experiência na realização de provas, pois já fez muitas delas. Embora o Enem seja um exame longo e cansativo, ele é uma prova como as demais, então não permita que pensamentos assustadores invadam a sua cabeça, coloque-os para fora. Tenha em mente que você se preparou para este momento.
  3. A memória é uma função mental poderosa, use-a com sabedoria e ela lhe dará tudo o que você precisa no momento da prova. Visualize o seu professor explicando o conteúdo que está na questão. Tente refazer mentalmente as cenas de você estudando o assunto em casa ou com amigos. Isso lhe ajudará a trazer o conteúdo à consciência.
  4. Mantenha uma disposição mental positiva durante toda a realização da prova. O cansaço e a ansiedade são traiçoeiros, mas você é mais forte do que eles: controle-os e expulse os pensamentos ruins de sua cabeça.
  5. Utilize a estratégia da distração quando estiver se sentindo muito sobrecarregado em uma questão. Tire o foco de atenção e, em seguida, retorne à pergunta. Um breve momento de distração pode ser muito útil para clarear as ideias.

Dicas emocionais:

  1. Aprenda um exercício de relaxamento respiratório e treine-o diariamente. No momento da prova, faça-o antes de começar e em vários momentos durante a realização do exame. Você conseguirá reduzir a ansiedade e aproveitar todo o seu potencial.
  2. Evite qualquer coisa que possa aumentar o seu nível de ansiedade, como ir muito próximo do horário de fechamento dos portões ou consumir alimentos energéticos.
  3. A ansiedade pode travar o funcionamento da sua memória, fazendo com que aconteça o famoso “branco” na hora da prova. Se acontecer, não se desespere: controle a ansiedade e a memória voltará a funcionar normalmente, pois está tudo lá.
  4. Uma prova pode provocar emoções negativas em muitos de nós, então, nos momentos que antecedem o exame, faça coisas que lhe acalmem e deem prazer, como ouvir sua playlist preferida.
  5. Sentir medo, ansiedade ou angústia é absolutamente humano. Essas emoções fazem parte de nosso funcionamento saudável, então não se assuste se perceber uma delas no momento da prova. Apenas tente colocá-las em segundo plano e não permita que aumentem, usando para isso a respiração e a distração. Se precisar, se levante, alongue, coma algo e se hidrate antes de voltar o foco para o que é mais relevante nesta hora: a realização tranquila e consciente da avaliação.

Dicas comportamentais:

  1. Não tome ansiolíticos para o Enem, exceto com recomendação médica.
  2. Na véspera da prova, coma alimentos saudáveis e leves, faça atividades de lazer e durma cedo.
  3. Encontrou os amigos no pátio nos minutos que antecedem a prova? Evite revisões de conteúdo ou estudos de última hora. Você já estudou tudo o que pôde e mais informações neste momento final podem lhe confundir.
  4. Trace uma estratégia de resolução da avaliação. Faça uma leitura geral antes de iniciar, veja quanto tempo pode se deter em cada questão e comece por aquelas que mais exigem concentração, para aproveitar mais os momentos em que está descansado.  Você não perderá tempo fazendo isso, antes otimizará o seu tempo.
  5. Não permita chegar à exaustão mental. Faça pausas para ir ao banheiro ou encher seu reservatório de água. Nesses momentos, realize um alongamento, respire profundamente e pense que está fazendo o melhor possível.
  6. Está se deparando com uma questão muito difícil, que não consegue resolver? Não perca muito tempo com ela. Passe para as demais e deixa-a para o final, caso tenha tempo.
  7. Ao se aproximar do final do exame, ainda existem questões sem resposta? Volte a elas com serenidade, tente excluir as opções que lhe parecem estar erradas e escolha aquela mais plausível.
  8. Reserve a meia hora final da prova para o preenchimento do cartão de resposta, pois de nada adianta fazer uma prova maravilhosa se, pressionado pelo tempo, você marcar tudo errado no cartão.
  9. Após a realização do exame, premie-se pela realização dele! Qual prêmio se dar? Faça algo que goste e que lhe deixe feliz.
  10. Saiu o gabarito? Use os seus erros como fonte de aprendizado, analise o que o fez errar a questão. Isso incrementará seu aprendizado!

NENHUM COMENTÁRIO