Chamar delegado de “torturador” saiu caro para Rosinha

0

A ex-prefeita Rosinha Garotinho foi condenada a pagar uma indenização de 30 mil reais ao delegado federal Paulo Cassiano por ofendê-lo em sus redes sociais o chamando de “torturador” ao sentir-se incomodada com a operação “Chequinho”, que investigava o escandaloso esquema de compra de votos utilizando o programa social “Cheque Cidadão” em sua gestão, que levou à condenação do marido Garotinho, a uma pena, agora ampliada, para 13 anos e nove meses de cadeia.

O juiz do caso indicou que a ex-prefeita Rosinha Garotinho, ao se exceder em seus comentários, ofendeu a honra do delegado.

Essa decisão já transitou em julgado e não cabe mais recurso.

NENHUM COMENTÁRIO