Cadeia a vista! Thiago Virgílio, Linda Mara e Kellinho procurados pela PF

0

A conta chegou

Apesar de acreditar na impunidade, os ex-vereadores Thiago Virgílio, Linda Mara e Kelinho tiveram esgotados todos os recursos contra a condenação em 2ª Instância a 5 anos e 4 meses de prisão em regime semiaberto por conta da descarada compra de votos com dinheiro público utilizando o programa social “Cheque Cidadão” da prefeitura de Campos. Nessa quinta-feira, os três foram considerados foragidos por não terem sido encontrados nos endereços cadastrados, de mão dos mandados de prisão a Polícia Federal procura os foragidos.

Foragidos, podem perder o direito a regime semiaberto

Segundo o delegado da Polícia Federal de Campos Dr. Paulo Cassiano, eles foram condenados nas esferas cível e eleitoral e já tiveram trânsito em julgado das suas sentenças, já não cabendo mais recursos:

Dr. Paulo Cassiano

“Nós recebemos, na semana retrasada, mandados de prisão em relação aos três réus, mas eles não foram encontrados em seus endereços e, portanto, são considerados foragidos”.

“As ordens de prisão foram expedidas para Campos pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral em exercício, Cláudio Brandão de Oliveira, e estamos, desde que recebemos esses mandados, diligenciando para tentar cumprir. Não conseguimos localizá-los nos endereços cadastrados, disponíveis no sistema da Polícia Federal. Uma advogada esteve na delegacia representando os interesses do Kellinho, tomou ciência da ordem de prisão do cliente, numa conversa que teve com o chefe da delegacia, prometeu apresentá-lo na semana passada e não o fez. Novas tentativas de localizá-los serão feitas e, se até o próximo domingo eles não se apresentarem, eu farei informação ao juiz de que nós realizamos essas diligências e faremos a sugestão que o juiz mude o regime de semiaberto para fechado”. Declarou o delegado Paulo Cassiano.

NENHUM COMENTÁRIO