Bruno Dauaire segue o líder Wladimir e vota pelo processo de impeachment de Witzel

0

Para descolar a imagem

Com o barco do governador Witzel fazendo água por todos os lados, apesar de deter vasto latifúndio de nomeações de militantes do seu grupo político no governo do Estado, o seu, agora, ex-aliado deputado estadual Bruno Dauaire não titubeou em seguir a orientação do seu líder deputado Wladimir Garotinho e votou a favor da instauração do processo de impeachment de Witzel na Assembleia Legislativa.

Bruno Dauaire, aliado de ontem, seguiu o líder Wladimir e votou contra Witzel hoje

Cotado para líder do governo Witzel na Assembleia, Bruno seguiu a orientação de Wladimir que avaliou ser bem mais vantajoso descolar a imagem do seu grupo político da bastante chamuscada imagem do governador, com mais uma dezena de pedidos de impeachment, e sob investigação da “Operação Placebo” da Polícia Federal por possíveis fraudes milionárias no combate a pandemia de Covid-19, como, entre outras, no contrato de R$ 770 milhões para construção de sete inacabados hospitais de campanha no estado, incluindo o de Campos.

Nota de Witzel

“Recebo com espírito democrático e resiliência a notícia do início da tramitação do processo de impeachment pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro”.

Nota de defesa de Bruno Dauaire

— Desde o primeiro momento defendi as investigações e acredito que seja uma oportunidade. O governador diz pra gente que não tem nada a ver com essas questões. Não há nenhum pré-julgamento neste momento — ressaltou Bruno.

Atualização às 16h30 — Em contato com o blog, o deputado informou que seu voto não tem relação com as suspeitas de desvio no enfrentamento ao coronavírus. Mas a peça do deputado Luiz Paulo (PSDB), que trata da falta de repasse constitucional.

(Enviada a Folha da Manhã)

NENHUM COMENTÁRIO