“Após prender governador e deputados, Lava Jato vai mirar o interior do RJ”

0

Uma postagem do jornalista André Luiz Cabral em “Blog do Cabral” foi assunto das redes sociais nesse fim de semana. Nela, o jornalista, que atua em Macaé, alerta que a Operação Lava Jato irá se interiorizar através do juiz Marcelo Bretas. Entre os principais sintomas, estariam a prisão do governador Pezão e a exoneração voluntária do juiz Sérgio Moro para assumir o ministério da Justiça e Segurança Pública, que fazem de Marcelo Bretas o responsável pela operação Lava Jato no Rio, o mais forte candidato à posição de um novo “Moro”.

A prisão de Pezão indicaria que será passado um pente fino no estado

“A prisão de Pezão foi mais do que simbólica”, segundo ele, além das conexões do grupo do governador Pezão e do ex-governador Sérgio Cabral, os outros dois ex-governadores Rosinha e Garotinho voltariam a ser investigados na alçada das delações dos executivos da Odebrecht.

“Como não são políticos com foro privilegiado, esses processos envolvendo os políticos do interior serão destinados à Justiça Comum.”

Caso a análise se concretize, quem tem “culpa no cartório” deve ficar atento ao seu alerta: “Corra que Bretas vem aí”…

Quem é…

André Luiz Cabral é jornalista e teólogo, com pós-graduação em Propaganda, Marketing e Comunicação Integrada pela Cândido Mendes. Tem 15 anos de atuação, com passagem pelos jornais O Diário, Diário da Costa do Sol, O Debate e ainda pelo departamento de Marketing do jornal O Dia.

Hoje André é sócio do Jornal Expresso Regional, com atuação em sete municípios do Estado do Rio de Janeiro, onde também atua como editor-chefe e jornalista responsável.

Leia o artigo na íntegra AQUI

NENHUM COMENTÁRIO