A fila das sentenças da Chequinho está andando. Ação Penal contra mais três réus

0

Após Garotinho encabeçar a fila das sentenças penais da “Chequinho”, pegando uma pena de quase dez anos de prisão por liderar o esquema de compra de votos com Cheques Cidadão, ela não para de andar.

Mais 4 réus entram na fila das sentenças penais

Nessa terça-feira, o juiz Ricardo Coimbra, da 76ª Zona Eleitoral aceitou denúncia e abriu Ação Penal contra o advogado de Garotinho e ex-subsecretário de Governo de Rosinha Thiago Godoy, a suplente de vereadora Roberta Moura e Leonardo do Turf. Para eles já foi imposta a medida cautelar que proíbe contato com testemunhas e pessoas do ligadas a elas.

Wladimir e Linda Mara na frente da fila

Inseparáveis, Wladimir Garotinho e Linda Mara são réus na mesma Ação Penal
Inseparáveis, Wladimir Garotinho e Linda Mara são réus na mesma Ação Penal

Por outro lado, mas respondendo pela participação no mesmo esquema da “Chequinho” de compra de votos com Cheques Cidadão, nessa quarta-feira, será realizada Audiência da Ação Penal dos réus Wladimir Garotinho, Linda Mara, Ozéias, Nalto Neto, Carlos Alberto Soares, Maria Elisa de Souza, Jossana Ribeiro Pereira Gomes e Alcimar Ferreira Avelino.

Thiago Godoy, advogado de Garotinho, declara convicção da sua absolvição
Thiago Godoy, advogado de Garotinho, declara convicção da sua absolvição

Nota de Thiago Godoy

“Como sempre afirmei minha única participação nesse caso foi como advogado e não ofereci nenhuma vantagem em troca de votos nas eleições de 2016. Estou muito tranquilo e convicto de que serei absolvido nessa ação pois contra mim não existe uma prova sequer, muito menos indícios, que demonstre a prática de qualquer ilegalidade.”

Tendência

Apesar da convicção do advogado Garotinho Thiago Godoy em sua absolvição, até hoje nenhum réu da “Chequinho”, o escandaloso esquema de compras de votos com Cheque Cidadão, foi absolvido. Sua certeza só poderá ser confirmada após a decisão do juiz Ricardo Coimbra, da 76ª Zona Eleitoral.

NENHUM COMENTÁRIO