PSDB Campos: de Barriga de Aluguel de Garotinho a Golpe e “Diretas Já”…

0
Gil Paixão participou do vídeo

O tempo dos caciques está acabando. Depois de o líder rosáceo descer a ladeira da popularidade e ter seu virtual “mandato” de “Comandante” abatido sem dó nem piedade pelo implacável tacape da democracia nas últimas eleições municipais, agora chegou a vez de filiados do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) em Campos criar o movimento “Diretas Já” para destituir do comando do diretório campista a “comissão provisória” nomeada pela Executiva Estadual e liderada por Robson Cola, já que há mais de 20 anos não ocorre eleição com mais de uma chapa.

Gravidez de Risco

Ainda sofrendo de grave indigestão por ter engolido a malfadada utilização do partido em Campos como barriga de aluguel na abortada gestação de uma candidatura própria para atender aos interesses de Garotinho, a juventude do partido se rebelou contra o status quo vigente imposto por um golpe que postergou as eleições diretas para um futuro distante que nunca chegou.

Vídeo

“Na tentativa de sensibilizar as instâncias superiores do partido para realização das eleições internas”, esse jovem grupo produziu um vídeo após a direção municipal ter desrespeitado o prazo para a convocação das Convenções Partidárias de 2017 em municípios de 500 mil eleitores, como no Campos dos Goytacazes, com prazo estipulado até o dia 4 de abril. No vídeo os jovens solicitam eleições diretas para que a situação volte a normalidade.

Na Chequinho

Mas esse grupo questiona as graves polêmicas em que PSDB tem-se envolvido. Como as “alianças políticas equivocadas” que desembocaram no envolvimento de partidários na Operação Chequinho, que apura a compra de votos com Cheques Cidadã, que teve entre seus alvos o vereador Ozéias e o suplente Geraldinho Santa Cruz.

 Comentários

Murilo Diguez, filiado ao PSDB, mas com a sua carta de desfiliação em cima da mesa, comentou em sua coluna desse sábado na Folha da Manha:

Diretas Já

A coluna viu um vídeo que viralizou nas redes sociais, onde vários filiados do PSBD Campos, numa forma quase de clemência, pedem eleições conforme determina a direção nacional do partido. Você, leitor, não entendeu errado. Eles pedem eleições, só isso.

Lambança

Os caciques e a direção municipal do partido, se fizessem um projeto para arrasar a sigla, como fizeram nas última eleições para prefeito, não teriam competência para alcançar os resultados que alcançaram.

Se perguntassem a uma criança de peito se ela achava que o PSDB deveria se ligar ao garotismo, certamente ela largaria a chupeta e abriria um berreiro.

O partido, em Campos, nasceu com a vocação de ser uma alternativa justamente ao garotismo. Só que, com uma diferença: naquela época eles eram unanimidade e em 2016 não valiam uma nota de 3 reais.

Barriga de Aluguel

Ao dar a vice ao garotismo, permitiu que gente que não tinha nada a ver com o ideário do partido usasse a sigla como uma barriga de aluguel e fizesse de mulas os históricos e verdadeiros pessedebistas, fazendo com que o partido saísse das páginas políticas para virar caso de polícia.

Prenúncio

Partindo do princípio que toda essa lambança foi coisa de neófitos, o resultado deveria ter servido de lição. O mínimo que se poderia esperar dos mandatários e “caciques” do partido era um pedido de desculpas aos filiados e simpatizantes e depois seguir o seu caminho.

Mas não: vão à direção regional pedir que melem as eleições municipais, numa demonstração clara de que não representavam mais nada, não têm liderança, não têm o controle sobre o partido e seu filiadops. Triste prenúncio do fim.

 Vida segue

Se não conseguirem sensibilizar a Estadual para que haja eleições, os que defendem a democracia partidária devem reagir, denunciado o golpe.

Aliás, isso, sim, é golpe.

O signatário aprendeu uma coisa: se um animal tem cara, focinho, pelo e miado de gato, dificilmente será um jacaré.

Tudo leva a crê que o caso é mal sem remédio e, caso seja isso mesmo, a turma deveria pedir o boné e sambar fora…

NENHUM COMENTÁRIO