Militantes de Rosinha e Garotinho se reúnem para articular ataques ao Governo Rafael Diniz

0
Alguns notórios sub-líderes do novo esquema articulado por Garotinho podem ser facilmente identificados nas fotos divulgadas nas redes sociais

Militantes de Rosinha e Garotinho tem se reunido com frequência para articular ataques ao Governo Rafael Diniz, de forma anti-ética e sistemática, como pode ser visto diariamente nas redes sociais, perfis falsos e site dirigido por laranjas do casal de ex-prefeitos que seguem cegamente as suas ordens como kamikazes, sem se importar com todas as futuras responsabilizações judiciais por seus atos.

Kamikazes judiciais

Alguns notórios sub-líderes do novo esquema articulado por Garotinho podem ser facilmente identificados nas fotos divulgadas nas redes sociais com instruções para os participantes da obscura estratégia, como Carlos Cunha, o ex-vereador Albertinho (envolvido até o pescoço na Chequinho), a ex-vereadora Auxiliadora Freitas, e Luiz Careca (marido da ex-secretária de Assistência Social, Ana Alice Oliveira, também envolvida e presa na Chequinho, e com possibilidade de ser novamente presa), Zacarias Albuquerque (ex-secretário de Meio Ambiente), Gilson de Souza (ex-secretário dos Direitos dos Idosos), Felício de Souza (radialista da Rádio Diário) e Ângelo Rafael (ex-subsecretário de Governo).

Autor intelectual

Militantes seguem cegamente as suas ordens como kamikazes
Militantes seguem cegamente as suas ordens como kamikazes

Nos grupos de Whats App utilizados para coordenar os militantes percebe-se que o autor intelectual das ações seria Garotinho, ainda degredado em seu apartamento no Flamengo por ordem judicial, até o fim do seu julgamento como principal suspeito de liderar o “escandaloso esquema” de compra de votos com Cheques Cidadão pagos com dinheiro público.

Segundo o que vem sendo afirmado em grupos no WhatsApp, nesses encontros os aliados receberiam direcionamento para atacar a atual gestão. Esses direcionamentos seriam dados pelo ex-governador, impossibilitado de vir a Campos até o final da audiência de instrução e julgamento em que é réu.

(Fonte Terceira Via)

NENHUM COMENTÁRIO