Com fama de ávido por dinheiro, Wladimir Garotinho exige 77 centavos

0
Montagem fotográfica/art/somos

Apetite voraz

Fazendo valer a sua fama de ávido por dinheiro, o deputado federal Wladimir Garotinho (PSD), apesar de ter um gordo contracheque com R$ 33.763,00, além da milionária verba de gabinete, não teve o menor pudor em apresentar nota exigindo o reembolso de míseros R$ 0,77 (centavos) referentes a ligação telefônica.

Pão de queijo e espetinho por conta da viúva

Mas essa não foi a primeira vez que Wladimir Garotinho mostra a sua avidez pelo dinheiro público. O filho de Rosinha e Garotinho já exigiu o reembolso de compra de pão de queijo e de espetinho na Churrascaria Fogo de Chão, fazendo questão de todos os centavos.

Diárias de hotel para assessor que ganha 15 mil

Ironicamente, no ano passado o voraz deputado, que já distribuiu pão com mortadela em frente ao restaurante popular para matar o seu apetite eleitoral, utilizou mais de R$ 1 milhão da sua cota parlamentar, além de incluir nessa conta diárias de hotel para o seu assessor Thiago Godoy, ex-vereador cassado pela operação Chequinho e indiciado na CPI do PreviCampos, que recebe, em silêncio de frade de pedra, um generoso contracheque de 15 mil reais para atuar no gabinete do correligionário e semi-líder político.

Município quebrado, candidatura indefinida…

Fazendo valer o seu DNA com essa inusitada avidez na utilização de recursos públicos, o deputado Wladimir Garotinho almeja se candidatar a prefeito de Campos, ainda não tendo definido a sua candidatura apenas pela complicada situação econômica do município após as pouco recomendadas administrações do seu grupo político, principalmente do governo da sua mãe Rosinha Garotinho.

Somos disponibiliza os 77 centavos

Diante dessa absurda situação, em que um pedido de reembolso supera a despesa para fazê-lo, ocupando funcionários públicos, gastando eletricidade para movimentar computadores etc, o Somos Online disponibiliza os 77 centavos para o deputado Wladmir Garotinho. É só mandar apanhar.

NENHUM COMENTÁRIO