Mutirão de Mastologia vai atender 200 pacientes no HEAA

0

O câncer de mama é a principal causa de morte entre as mulheres brasileiras. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), para o ano de 2018 são estimados quase 60 mil novos casos

O Hospital Escola Álvaro Alvim, referência em tratamento oncológico em Campos, vai disponibilizar 200 consultas de mastologia num mutirão de atendimento médico, no dia 19 de outubro, das 9h às 11h, visando a prevenção e diagnóstico precoce de câncer de mama. A marcação para este atendimento especial já está acontecendo no guichê da Central de Regulação, localizado no próprio hospital. Para isso, os interessados deverão levar a documentação básica, como xerox do RG, CPF, comprovante de residência e cartão do SUS.

Para esta ação, que integra a programação do projeto Outubro Rosa, o setor de Oncologia em parceria com o Setor de Ginecologia e Mastologia do HEAA mobilizará uma equipe de 10 médicos ginecologistas e mastologistas, residentes, enfermeiros, técnicos e pessoal de apoio administrativo, somando cerca de 50 pessoas, que dedicarão seu dia para este atendimento, com a missão de contribuir para diminuir a fila de espera dos hospitais.

“Toda equipe de ginecologia e mastologia está mobilizada para orientar as pacientes quanto a necessidade de uma atenção maior à saúde, com mudança em alguns hábitos de vida, principalmente a realização do autoexame e a necessidade de se fazer mamografia periodicamente”, informou o chefe do setor de ginecologia do HEAA, Dr. Israel Nunes Alecrin.

Além das consultas com os médicos especialistas do hospital, todas os pacientes que tiverem indicação, serão encaminhadas para exames complementares, como a principal ferramenta de diagnóstico, a mamografia. “Os pacientes que apresentarem alteração na mama durante a avaliação clínica, serão agendados para fazer a mamografia. Vale ressaltar que o mutirão atenderá a homens e mulheres”, explicou o administrador da unidade, Flávio Hoelzle.

Para o Médico oncologista do HEAA, Dr. Pedro Ferraro, a atividade é de grande importância na prevenção ao câncer de mama. “É sempre emocionante participar de mutirões como este e perceber que os pacientes tiveram a oportunidade de uma investigação precoce de câncer de mama, o que faz toda a diferença numa possibilidade de constatação da doença e necessidade de tratamento”, informou o médico.

Com informações / ASCOM – FBPN

NENHUM COMENTÁRIO