Justiça bloqueia 18 milhões de Rosinha e Garotinho e determina tornozeleira para ele

0

Garotinho diz só ter uma casinha na Lapa, mas ele e Rosinha tiveram determinação judicial de bloqueio de 18 milhões, e ele terá que usar tornozeleira eletrônica e está proibido de ter contatos com escritórios, testemunhas e vir a Campos.

Por determinação do juiz Leonardo Cajueiro, da 2ª Vara Criminal de Campos, que acatou a denúncia do Ministério Público, Garotinho e Rosinha tiveram bloqueados R$ 18.047.277 milhões de reais para cobrir o valor desviado da Prefeitura de Campos, segundo o MP, durante a gestão Rosinha, como prefeita do município, e Garotinho, quando foi secretário de Governo.

Garotinho e Rosinha são réus em Ação Penal em decorrência do mega esquema de compra de votos na eleição municipal de 2016, em Campos, por meio do programa social Cheque Cidadão, desbaratado pela “Operação Chequinho” da Política Federal.

Medidas cautelares

Na mesma decisão, o juiz determinou medidas cautelares a Garotinho, como recolhimento domiciliar no período noturno e nos dias de folga, utilização de tornozeleira eletrônica e proibição de vir a Campos ou a escritórios de representação no município em quaisquer componentes da federação, proibição de manter contato com testemunhas do processo e suspensão do exercício de função pública.

Os crimes

Ele é acusado de crimes de supressão de documento (18.834 vezes), peculato (82.248 vezes) e crime de responsabilidade de prefeito, este em co-autoria com Rosinha.

Condenações

Garotinho já foi condenado em 1ª instância em Ação Penal da Justiça Eleitoral e Rosinha, também, foi condenada em Ação Cível-Eleitoral por compra de votos com utilização de Cheques na Justiça Eleitoral.

Estreia

Agora, eles estreiam como réus na Justiça comum pelos crimes imputados pela Operação Chequinho, ambos de pé esquerdo, mas Garotinho de tornozeleira de monitoramento judicial…

NENHUM COMENTÁRIO