Davi Loureiro diz em vídeo que deputado Bruno Dauaire traiu Wladimir Garotinho

1
Davi Loureiro, ex-prefeito de São Fidélis, colega de “ficha suja” do seu líder Garotinho, e expoente da Facção Rosa, não economizou adjetivos para taxar o deputado Bruno Dauaire de traidor do seu grupo político

Ninguém se entende

Sempre mostrando ser um homem de “pavio curto” e sem “papas na língua”, Davi Loureiro, ex-prefeito de São Fidélis, colega de “ficha suja” do seu líder Garotinho, e expoente da Facção Rosa, não economizou adjetivos para taxar o deputado Bruno Dauaire de traidor do seu grupo político:

“Por trás daquela carinha existe um festival de deslealdades”…

“O deputado Bruno Dauaire está fazendo uma aliança inusitada em São Fidélis”. “Ele já traiu nosso grupo político por baixo dos panos. Essa gente que joga com boné de dois bicos não bota a cara na reta, prefere agir de forma sorrateira”…

Para tanto, Davi Loureiro disse ter vindo a Campos especialmente para gravar esse vídeo, onde faz pesadas acusações a Bruno Dauaire, como a de fazer jogo duplo apoiando Wladimir Garotinho em Campos e a Marcão Gomes em São Fidélis, onde a candidatura do vereador campista tem assustado os membros da Facção Rosa daquele município, já que uma derrota em casa desmoralizaria de vez o grupo do ex-prefeito Davi Loureiro.

Chefe ou subalterno?

O fato é que, além de Bruno Dauaire ter a sua eleição a deputado estadual creditada a Wladimir, o filho de Garotinho foi nomeado por ele como o seu chefe de gabinete parlamentar na Alerj, cargo que, inclusive, além do alto salário, o seu “subalterno” utiliza judicialmente para justificar a sua ocupação profissional. Sendo notório que nesse jogo político quem dava as cartas era o subalterno e o chefe obedecia. Mas os últimos fatos revelam que as coisas podem estar mudando.

A lei do retorno

As bombásticas declarações de Davi Loureiro foram dadas poucas horas após Wladimir Garotinho atacar o seu adversário divulgando um duvidoso vídeo com um suposto parente do vereador Marcão Gomes dando apoio a sua candidatura a deputado federal, que foi prontamente rebatido como falso pelo vereador Marcão: “É mentira. Esse cidadão não é meu tio e nem é meu parente…”. “Vergonha eu teria caso algum parente meu fosse um criminoso condenado, que “esperneia” para tentar se manter livre e no poder”.

Davi deve ser levado a sério

Por ser o ex-prefeito de São Fidélis Davi Loureiro um dos principais integrantes do grupo político de Garotinho e Rosinha, e coordenador de campanha de Wladimir Garotinho no NF, as suas declarações devem ser levadas bastante a sério pelos integrantes da Facção Rosa, inclusive os de São João da Barra, reduto de origem do deputado Bruno Dauaire, e outro município onde a candidatura de Marcão Gomes, visto por Wladimir Garotinho como seu principal adversário, tem assustado os correligionários do filho de Garotinho.

Pelo que se vê, o que era só amor parece estar desandando a passos largos diante dos interesses individuais de antigos aliados.

Essa novela ainda promete fortes emoções.

Espaço aberto

O Somos Online disponibiliza espaço para eventuais esclarecimentos dos envolvidos na matéria.

Assista ao vídeo abaixo