Ministro da Educação inaugura novo prédio do IFF ao lado de Rafael Diniz

0

Prefeito recebe o ministro Mendonça Filho no Aeroporto Bartolomeu Lisandro, antes da cerimônia de inauguração do novo prédio do Instituto Federal Fluminense (IFF), nesta segunda-feira (22).

O prefeito Rafael Diniz esteve ao lado, na manhã desta segunda-feira (22), do ministro da Educação, Mendonça Filho, na inauguração do Bloco G do Instituto Federal Fluminense (IFF), um prédio de oito andares que abrigará múltiplas atividades. Antes da cerimônia, junto com o reitor do IFF, Jefferson Manhães, o prefeito esteve no Aeroporto Bartolomeu Lisandro, onde recebeu e deu às boas vindas ao ministro. Durante a solenidade de inauguração do prédio, Rafael Diniz — acompanhado do presidente da Câmara, Marcão Gomes — destacou a importância do momento para a Educação do município.

ministro-1-x
— Agradecemos ao ministro pela visita, o que mostra sua preocupação e comprometimento com a educação do país. Entendemos que somente com o investimento maciço na educação é que teremos um Brasil melhor para todos. Parabenizamos ao reitor Jefferson pelo esforço para conclusão desta obra e pela homenagem a tão ilustre pessoa para dar nome ao prédio — afirmou Rafael Diniz, referindo-se ao ex-diretor da antiga Escola Técnica Federal, hoje IFF, professor Gilberto Paes Rangel, já falecido.

O reitor destacou a tradição do ensino profissional em Campos, iniciada há mais de 100 anos, por iniciativa do então presidente da República Nilo Peçanha, natural de Campos. “Tudo começou com a então Escola de Aprendizes e Artífices, em 1909, que hoje é a estrutura do nosso IFF. O convite ao ministro foi feito em dezembro último em uma visita minha a Brasília e hoje temos a satisfação de recebê-lo”, disse Jefferson Manhães.

— É uma grande satisfação visitar Campos e confesso que fiquei surpreso. Em visitas pelo país, vemos importantes investimentos na educação técnica e Campos está de parabéns com os investimentos que está realizando. O caminho a avançar ainda é longo, considerando que na Europa mais de 40% do ensino é nas áreas técnicas. No Brasil ainda não atinge 10%. Mas estamos lutando para mudar esse quadro — discursou Mendonça Filho.

Após discursos de mais autoridades, o reitor levou o ministro e demais autoridades para um passeio pelas principais instalações do campus, com destaque para o novo prédio, que levou sete anos para ser concluído. O Bloco G, de oito andares, vai possibilitar a expansão da biblioteca, da área de produção de merenda e receber salas de aula e laboratórios de diversos cursos de nível superior. Também vai abrigar a reitoria e, na cobertura, receberá um observatório astronômico.

Por: Edson Cordeiro – Foto: Rogério Azevedo/ Antônio Cruz –  22/01/2018 12:37:30

NENHUM COMENTÁRIO