Julgamento de Garotinho: Megafone sob escolta, Miguelito e Thiago Virgílio movidos pelo medo

0
Beth Megafone apontou Garotinho como líder dos ex-boquinhas noa ataques na redes sociais

 

O depoimento da radialista Beth Megafone abriu os trabalhos da audiência de instrução e julgamento de Garotinho nessa segunda-feira, na Ação Penal da “Operação Chequinho, que investiga a compra de votos com Cheques Cidadão pagos com dinheiro público. O comparecimento do ex-co-prefeito foi dispensado pelo juiz Ralph Manhães. Mas ele está representado pelo seu milionário advogado Fernando Fernandes. São tantas as testemunhas de acusação a serem ouvidas hoje, que nova audiência será marcada.

Risco de vida

Beth Megafone tem chegado sob forte escolta policial ao Fórum
Beth Megafone tem chegado sob forte escolta policial ao Fórum

Com medo de represálias, ou de ser vítima de uma “queima de arquivo” por expor todo o esquema de compra de votos com Cheques Cidadão, a radialista Beth Megafone tem chegado sob forte escolta policial ao Fórum, como forma de garantir a sua vida e integridade física.

Midiático

O advogado Fernando Fernandes tem justificado, pelo menos midiaticamente, a fama de ser um dos mais bem pagos do país e de só defender clientes, digamos, complicados…, roubando a cena, só a cena, ao fazer previsões para a imprensa das futuras decisões judiciais.

Sua última profecia antevê que o juiz Ralph Manhães não ordenará a prisão dos ex-vereadores Miguelito (PSL) e Ozéias (PSDB), da ex-secretária municipal de Desenvolvimento e Ação Social Ana Alice Ribeiro e da ex-coordenadora do Cheque Cidadão Gisele Koch Soares. Segundo ele, uma ordem anterior do TSE revogou a prisão dos quatro.

Acertando ou errando, novamente manteve-se no foco das câmeras. Quanto à decisão judicial, só cabe ao juiz, exclusivamente a ele, determinar o que será feito.

Movidos pelo medo

thiagovirgilio-miguelito-X
Thiago Virgílio e Miguelito foram ao Fórum movidos pelo medo de serem presos

Os ex-vereadores Miguelito e Thiago Virgílio também estiveram no Fórum esta manhã, mas saíram antes mesmo de esquentar a cadeira. Tudo indica que estavam utilizando a manjada estratégia de se antecipar a uma decisão judicial, mostrando que não estavam em fuga e sim à disposição da justiça. Será que dessa vez vai funcionar?

NENHUM COMENTÁRIO