Garotinho e Rosinha apostam no TSE para conseguir um habeas corpus

0
Mais uma tentativa de soltar Garotinho

Na tarde dessa quarta-feira, a defesa de Garotinho de entrada no pedido de habeas corpus no Tribunal Superior Eleitoral. A relatoria do caso está com o ministro Tarcísio Vieira de Carvalho, ex-advogado de Rosinha, mas que, recentemente, deu duas decisões contrárias às pretensões de Garotinho.

Na gaiola doméstica e de anilha no pé

Condenado a 9 anos e 11 meses de reclusão por cometer crime eleitoral 17.515 vezes, associação criminosa, supressão de documento e coação de testemunhas da “Chequinho”, Garotinho está em prisão domiciliar a oito dias, com monitoramento por tornozeleira eletrônica.

Endurecendo

As medidas cautelares a que está submetido foram ampliadas ontem, após vários lives de Rosinha, gravados na “Casinha da Lapa”, atacando autoridades processuais, adversários e desafetos, serem publicados no Facebook.

“Caso permaneça em liberdade, poderá cometer novos crimes”

“Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro negou, na sessão plenária desta segunda-feira (18), pedido de liminar em habeas corpus em favor de Anthony William Garotinho Matheus de Oliveira, preso cautelarmente no último dia 13 por decisão do Juízo da 100ª Zona Eleitoral.

Em sua decisão a relatora do processo no TRE, desembargadora eleitoral Cristina Feijó declarou:

“A sentença expõe minuciosamente os motivos concretos embasadores do juízo de periculosidade, pelo qual o paciente, caso permaneça em liberdade, poderá cometer novos crimes”.

Rosinha joga todas as fichas no TSE

Após a última derrota do líder da facção rosa no TRE, ex-prefeita Rosinha demonstrou uma excessiva  e estranha confiança em uma decisão favorável do TSE:

“Vamos recorrer em Brasília, onde sempre se fez Justiça nos casos que o Garotinho vem perdendo em Campos e no TRE. É claro que eu queria que terminasse tudo lá hoje… O nosso degrau que vai sustentar a gente e dar a vitória primeiro é Deus e depois é Brasília onde nós vamos. Eu tenho certeza que em Brasília isso vai ser reparado”

NENHUM COMENTÁRIO