Ferrugem brinca com fogo e pode ser preso

0
Haja desculpas...

O vereador Thiago Ferrugem, autorizado pela justiça, 24 de agosto, a retirar a tornozeleira eletrônica exclusivamente para a realização de uma cirurgia, corre o risco de ser preso se não estivar usando o famoso “relógio de canela sem justificativa médica.

O juiz Geraldo Batista, no comando da 100ª Zona Eleitoral, hoje expediu mandado para que a Polícia Federal (PF) averigue se Thiago Ferrugem ainda está sob ordem médica que impeça a utilização do sistema de monitoramento judicial. Caso esteja desnecessariamente sem a tornozeleira, o vereador deverá ser devidamente conduzido à cadeia.

NENHUM COMENTÁRIO