Denúncia de agressões de Raphael de Thuin é desmentida por Laudos de Corpo de Delito

0
Farsa desmascarada

Laudos de Corpo de Delito deram negativo para agressões inocentando Raphael Thuin, presidente da Fundação Municipal dos Esportes (FME) de Campos, que teve seu nome envolvido em falsa denúncia de dupla agressão registrada 128ª Delegacia de Polícia do Estado do Rio, em Rio das Ostras.

O fato foi largamente explorado pelos militantes da facção rosa nas redes sociais, antes que fosse devidamente esclarecido.

Além disso, foi colhido farto material registrado no livro de ocorrências do condomínio, contra a suposta vítima, como queixas e relatos de violência praticada contra os seus filhos pelo menor de 12 anos, na grande maioria dos casos mais novos do que ele.

As agressões às crianças teriam ocorrido no dia da festa em questão e em outras ocasiões também. Agora o Exame de Corpo de Delito desmente a versão apresentada do menor que acusou, junto com o seu tio, Raphael de agressão física e verbal, com acusação de socos e tapas. O tio também teria gravado um relato em vídeo e postado em sua rede social. A confusão teria acontecido no condomínio fechado Terras de Leripe, situado no bairro de Costa Azul, em Rio das Ostras.

Diante das provas, Raphael de Thuin promete processar o denunciante Rodrigo Henrique Pessanha Pinto tio do menor. Confira os documentos.

Livro de ocorrências

Veja abaixo as cópias do livro de ocorrências do condomínio relatando as agressões do menor acusador aos seus filhos.

caso_thuin___registro_moradores_1_1-843645 caso_thuin___registro_moradores_4_1-843690 (1) caso_thuin___registro_moradores_4_1-843690 caso_thuin___registro_moradores_3_1-843675 caso_thuin___registro_moradores_2_1-843660

Exames de Corpo de Delito

Para desmascarar completamente a fantasiosa história criada pelo menor agressor e seu tio, os Exames de Corpo de Delito negam catergoricamente a existência das agressões físicas relatadas. Confira abaixo.

agre-3 agre-1 agre-4 agre-2

Nota oficial de Raphael:

Gostaria de esclarecer e não deixar a menor dúvida sobre um fato ocorrido esse final de semana.

Eu estava com minha família, esposa e 3 filhos, numa festa de casamento no conjunto residencial onde morei por 8 anos em Rio das Ostras, cercado de amigos, familiares e crianças.

Por volta das 21:30 minha filha de 6 anos de idade, chega a mim, com várias amiguinhas, chorando muito dizendo que tinha sido agredida, levando 3 socos violentos na cabeça de um menino bem maior que ela, um adolescente de 13 anos que não é morador do condomínio, dei a mão a ela e fui averiguar o ocorrido. Por surpresa o tio do agressor, pegou o carro e entrou numa rua do condomínio onde não tem saída e estavam alguns brinquedos da minha filha e os atropelou destruindo o seu skatenet. Repreendi VERBALMENTE o adolescente e o tio visivelmente alterado começou a discutir comigo, por surpresa vários pais foram se aproximando dizendo que esse adolescente agrediu várias crianças, inclusive mais de 6 pais relataram por escrito nesse dia no livro de ocorrência do condomínio, inclusive já estão com meu advogado a cópia desses relatos.

O tio e o menor agressor foram a delegacia e prestaram queixa contra mim alegando agressão minha. Isso nunca aconteceu e será provado!

Não houve agressão alguma vindo da minha parte! Nenhuma!

Existem diversas testemunhas que estavam por perto!

Minha vida sempre foi dedicada ao esporte e as crianças, hoje sou pai de 3 filhos e nunca levantaria um dedo a uma criança.

Essa é a única verdade!

Vamos processá-los!

Tenho certeza absoluta que a justiça será feita e os caluniosos punidos!

Raphael Thuin

NENHUM COMENTÁRIO