De última hora:Juiz Glaucenir ainda não negou pedido de prisão de Garotinho

0

De última hora

Revisando as últimas notícias publicadas nesse portal, o Juiz Glaucenir de Oliveira, ao contrário das primeiras notícias, ainda não tomou nenhuma decisão definitiva em relação ao pedido de prisão de Garotinho formulado pelo Ministério Público Estadual através do Promotor Leandro Manhães. Na realidade, o magistrado ainda analisa o cabimento e a necessidade neste momento, com percuciência e imparcialidade, como deve fazer um juiz. Até porque a sua decisão em primeira instância, apesar de elogiadas por juristas como perfeita sob a ótica formal e de conteúdo, foi absurdamente modificada em Brasília.

Apesar do Ministério Público ter pedido a prisão preventiva do ex-co-prefeito de Campos Garotinho: “Apesar de ser livre a crítica, ultrapassa o réu a os limites da liberdade de expressão, ao estimular demasiadamente, seus aliados e simpatizantes contras testemunhas do processo, aí se incluindo o Delegado Paulo Cassiano, que está arrolado como testemunha do Ministério Público em processo conexo.”

“Merece registro ainda que o réu, mesmo à distância, continua a insuflar sua militância contra os autores processuais, incluindo testemunhas, valendo-se de mentira, o que já configura deslealdade processual e litigância de má fé, como já decidido pelo TER/RJ.”.

O juiz Glaucenir Oliveira ainda não exarou a sua decisão sobre o pedido do MPE.

Vamos aguardar os próximos acontecimentos.

Veja abaixo alguns documentos do pedido:

pri-2 pri-1 pri-3

NENHUM COMENTÁRIO