Adriana Ancelmo vai da gaiola dourada de volta ao xilindró

0

Depois de sentir de volta o gostinho da sua gaiola dourada no Leblon, a ex-primeira dama Adriana Ancelmo vai voltar para o xilindró por decisão da 1ª Turma do Tribunal Regional Federal.

Adriana será conduzida pela PF de volta à sua cela no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu.

A decisão final foi decretada às 15h05 e o TRF, que vai oficiar ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal Federal, que determinará que a PF faça cumprir a decisão.

Prisão domiciliar para cuidar dos filhos

Presa em dezembro, há quase um mês Adriana Ancelmo cumpria prisão domiciliar. Desde 29 de março. Ela ganhou o benefício sob a alegação de que os dois filhos dela – de 10 e 14 anos – não poderiam ficar privados do convívio com os dois pais ao mesmo tempo, já que seu marido ex-governador Sérgio Cabral também está preso.

“A vida dessas crianças tem, sim, um vazio, mas esse vazio não pode ser preenchido pela lei”

Segundo a procuradora Silvana Batini: “A liberdade dela põe em risco o esforço de recuperação dos recursos que foram desviados dos cofres públicos. Dinheiro que hoje faz falta aos servidores, aos aposentados, à saúde pública, à segurança, à Uerj”.

“A vida dessas crianças tem, sim, um vazio, mas esse vazio não pode ser preenchido pela lei. Elas têm família, que esteve unida para proteger o patrimônio e certamente estará unida para proteger as crianças.”

NENHUM COMENTÁRIO