Campos: união de forças em prol da igualdade racial

0

Nessa terça-feira, o prefeito Rafael Diniz recebeu na sede da prefeitura o secretário especial de Promoção da Igualdade Racial do Ministério de Direitos Humanos, Juvenal Araújo Júnior, o Secretário Executivo dos Conselhos do Ministério dos Direitos Humanos, Rlick dos Santos, e a representante da Superintendência Estadual de Igualdade Racial e Diversidade Religiosa (SEIRDR), Monaliza Alves. Em pauta, a união de forças entre Campos e os governos do Estado e Federal na busca da promoção da igualdade racial na cidade.

O prefeito Rafael Diniz recebeu na sede da prefeitura o secretário especial de Promoção da Igualdade Racial do Ministério de Direitos Humanos, Juvenal Araújo Júnior

“Igualdade racial é um desafio”

— A população campista é historicamente sofrida. Precisamos de políticas de planejamento sérias para sermos capazes de alcançar uma transformação real na cidade. Ficamos felizes ao saber que nosso trabalho está sendo reconhecido e que foi esta a sinalização para que vocês viessem a Campos. Garanto que faremos tudo que estiver ao nosso alcance. Nossa cidade estará sempre de portas abertas aos parceiros. A promoção da igualdade racial é um desafio que precisamos enfrentar juntos — disse o prefeito Rafael Diniz.

O secretário destacou a importância para Campos do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir), que garante o acesso dos órgãos locais às políticas e recursos do governo federal. Juvenal apresentou também possibilidades de arrecadação de recursos, através de editais e pôs toda a tecnologia e conhecimento do Ministério à disposição do município.

— Temos aqui os três órgãos reunidos, o governo Federal, Estadual e Municipal. É com esta união de forças que precisamos trabalhar porque os desafios são grandes. São 17 os ministérios com políticas e programas de promoção social e todos estão à disposição. Com esta proximidade com o município, nós poderemos fazer com que as políticas públicas cheguem ao povo — ressaltou Juvenal Araújo Júnior.

Mediação de conflitos

A reunião aconteceu no mesmo dia em que a cidade sedia o primeiro Curso de Mediação Social de Conflitos fora da capital do estado (Leia AQUI). Desenvolvido pela Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) e a SEIRDR, a vinda se deu através da visualização das políticas de planejamento desenvolvidas pela Superintendência Municipal de Igualdade Racial (SUPIR) que se mostra possível modelo para o estado, como comentou Monaliza Alves.

Acordo de Cooperação

— Nos alegra muito, como secretaria, ver essa proatividade em uma cidade tão importante para o interior do estado. A SUPIR é uma das poucas que tem uma política de planejamento em promoção da igualdade racial e isso nos motivou a trazer o Curso de Mediação de Conflitos para Campos. Irei pleitear a assinatura de um Acordo de Cooperação Regional, para que possamos fazer de forma sistemática esse processo de capacitação — relatou Monaliza.

Abrindo as portas

O Secretário Executivo dos Conselhos do Ministério dos Direitos Humanos, Rlick dos Santos, também ressaltou a boa vontade da prefeitura ao abrir as portas de sua sede ao Curso de Mediação Social de Conflitos. “O evento aborda o racismo institucional e isso muitas vezes assusta aos governantes por terem medo de críticas. Muitas vezes, os eventos são feitos em locais distantes e de difícil acesso. Aqui, nos abriram as portas da sede prefeitura e merecem ser parabenizados”, ressaltou.

Também participaram do encontro, a superintendente de Igualdade Racial de Campos, Lúcia Talabi; a secretária de Desenvolvimento Humano e Social, Sana Gimenes, e o diretor de Projetos da Supir, Diogo Lima.

Por:Lívia Nunes – Foto/Rogério Azevedo

NENHUM COMENTÁRIO