Crivella exonera todos os apadrinhados de Clarissa na Prefeitura do Rio

0

“O amor que tu me tinhas
Era pouco e se acabou
Por isso dona Rosa
Entre dentro desta roda
Diga um verso bem bonito
Diga adeus e vá se embora”

Sem pestanejar, o prefeito Marcelo Crivella (PRB) passou a vassoura nas indicações da filha de Garotinho deputada federal Clarissa Garotinho, sua ex-secretária de Trabalho e Emprego, que saiu do governo insatisfeita.

Sem ter a menor dó na canetada, nos últimos dois dias Crivella exonerou todos os indicados por Clarissa na prefeitura do Rio.

Clarissa, Crivella, Garotinho e Rosinha. Amor fugaz…

Clarissa não deixou por menos e “jogou na cara” de Crivella que as exonerações foram um “gesto de ingratidão” pois ela teria sido a primeira a apoiar Crivella em 2016, e o PR, seu antigo partido, garantiu tempo de TV ao então candidato.

A turma do PMDB e, principalmente, os feirantes do Rio de Janeiro comemoram o desfecho desse breve caso de “amor”.

Saindo pela tangente

Confirmado o que muita gente já está falando, ainda que a boca pequena, Garotinho (PRP) tem deixado claro aos seus aliados do Norte Fluminense que se não deslanchar nas pesquisas de intenções de voto para o Palácio Guanabara, disputaria uma vaga na Alerj, sonhando com uma, bem distante, presidência da casa.

Em direção ao brejo

Caso seus sonhos de governança caminhem para o brejo, como tudo indica que irão, os de Bruno Dauaire irão juntos, já que o deputado sanjoanense tem engolido esse indigesto apoio à família Garotinho apenas de olho na manutenção da sua cadeira na Assembleia, o que seria muito mais difícil disputando os mesmos votos que o líder da Facção Rosa.

NENHUM COMENTÁRIO