MP vai apurar ameaças de traficantes a alunos e professores de escolas de Campos

0

Nielmar de Oliveira – Repórter da Agência Brasil

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) instaurou ontem (22) inquérito civil, com o objetivo de apurar a existência de “ameaças e constrangimentos” por parte de traficantes à integridade física e psíquica de professores e alunos das escolas da rede municipal de Campos dos Goytacazes, no norte fluminense. As unidades estão situadas nos bairros Santa Rosa, Codin e Parque Eldorado, todos no distrito de Guarus.

Segundo a Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Infância e Juventude da Comarca de Campos dos Goytacazes, “a situação teria se agravado nos últimos dias, com registros de tiroteios e consequente fechamento das unidades educacionais com a suspensão das aulas, fatos ocorridos nos CIEPs [Centros Integrados de Educação Pública] Pedro Álvares Cabral e Carmem Carneiro, e na Escola Municipal Branca Peçanha”, entre outras, “por ordem direta de traficantes”.

Diante da gravidade da situação, o MPRJ realizará no início da tarde de hoje, em sua sede em Campos, reunião para tratar da questão da ausência de segurança nas imediações das escolas do distrito de Guarus. Foram convocados para a reunião o Comandante do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o secretário municipal de Educação e representantes do Sindicato dos Professores.

Nela, serão discutidas medidas que poderão ser tomadas pela Secretaria Municipal de Educação e também pelas forças policiais para garantir o funcionamento das escolas, com segurança e tranquilidade.

Edição: Lidia Neves / oto meramente ilustrativa

NENHUM COMENTÁRIO