Após dizer que não se submeteria “as mazelas do cárcere” líder de Garotinho no PR se entrega

0

Foragido desde o dia 24, o ex-ministro Antônio Carlos Rodrigues Presidente do PR, com prisão decretada na “Operação Caixa D’Água”, se entrega a Polícia Federal, em Brasília.

Coincidência ou não, ele se entregou logo após o anúncio de que o ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE, manteve o ministro Jorge Mussi como relator dos casos provenientes da “Operação Caixa D’Água”, e que ele é quem vai julgar os habeas corpus impetrados.

Acima da lei

 Garotinho e seu líder Antônio Carlos Rodrigues Presidente do PR

Garotinho e seu líder Antônio Carlos Rodrigues Presidente do PR

O presidente do PR desafiava frontalmente a justiça, se foragindo e alegando que “não se submeterá às mazelas do cárcere”, segundo declarou seu advogado Daniel Bialski.

Ele teve a sua prisão decretada sob as acusações de corrupção, extorsão, organização criminosa e falsidade ideológica na prestação de contas eleitorais, crimes que estão sendo investigados na mesma operação que colocou Rosinha e Garotinho, os dois do PR, na cadeia.

NENHUM COMENTÁRIO