Vida longa ao tomate!

0
O tomate pode ser comido fresco ou seco e é muito utilizado em refogados e para fazer molhos

Fruto do tomateiro (Solanumlycopersicum; Solanaceae). Fazem parte de sua família, as berinjelas, pimentas e  pimentões, e algumas espécies não comestíveis.

São originárias das Américas Central e  Sul. Os Astecasusavam o fruto em sua cozinha. Não se conhece a data da domesticação: sabe-se que em 500 AC já era cultivada no México. É uma crença popular entre os povos que aqueles que experimentaram a ingestão de sementes de tomate são abençoados com poderes de adivinhação. .

O espanhol distribuiu o tomate ao longo de suas colônias no Caribe após a colonização da América. Levou tambémpara as Filipinas, se espalhou no continente asiático. Os espanhois também levaramo tomate para a Europa onde  cresceu facilmente em climasmediterrânicos. Provavelmente foi comido logo depois que foi introduzido, e foi utilizado como alimento no início do séc 17 na Espanha. O mais antigo descoberto livro com receitas de tomate foi publicada em Nápoles em 1692, embora o autor tivesse obtido receitas espanholas. Em áreas da Itália, como Florença, a fruta foi usada apenas como decoração antes de ser incorporada a cozinha local no início do século 18.

O tomate pode ser comido fresco ou seco e é muito utilizado em refogados e para fazer molhos
O tomate pode ser comido fresco ou seco e é muito utilizado em refogados e para fazer molhos

Somente no século XIX o tomate passou a ser consumido e cultivado em escala maior, inicialmente na Itália, depois na França  ganhando popularidade depois que os povos do sul da Europa, tornando-o um dos principais ingredientes da culinária mediterrânea. Alla bolognesa, à espanhola, à mexicana, à la marselhesa, alla napolitana, allaparmigiana, à laorientale, à laniçoise, à portuguesa e à laprovençale são algumas das infinitas receitas que tem o fruto como ingrediente, lista que não para de se renovar.

Suas variedades são amplamente cultivadas, até em estufas em climas mais frios. Um tomate comum médio pesa cerca de 100 gramas.

O tomate é uma fruta porque tem características biológicas de crescimento e desenvolvimento semelhante às frutas, mas as suas características nutricionais são mais próximas dos legumes
O tomate é uma fruta porque tem características biológicas de crescimento e desenvolvimento semelhante às frutas, mas as suas características nutricionais são mais próximas dos legumes

Ele é um ingrediente muito utilizado em dietas de emagrecimento porque cada tomate tem apenas 25 calorias, e tem propriedades diuréticas, além de muita água e vitamina C que melhora o sistema imune e a absorção do ferro nas refeições.

O tomate tem como principal benefício para a saúde ajudar a prevenir o câncer, principalmente o câncer da próstata, porque é rico em licopeno com 2573 mcg de licopeno, que está muito mais biodisponível quando o tomate é cozido ou consumido em forma de molho.

Combate doenças cardiovasculares porque tem antioxidantes que ajudam a manter os vasos sanguíneos saudáveis;

Ajuda a prevenir cataratas, pois é rico em vitamina A que é fundamental para a saúde dos olhos;

Diminui a retenção de líquidos porque tem propriedades diuréticas.

O tomate pode ser comido fresco ou seco e é muito utilizado em refogados e para fazer molhos. O tomate cereja por ser mais adocicado, geralmente, é mais indicado para comer ao natural em saladas ou aperitivos.

Além do tomate, outros vegetais conhecidos como legumes, mas que na verdade são frutas são o pepino, a berinjela, a abobrinha e o pimentão.

Como fazer tomate seco

O tomate seco complementa diversas receitas
O tomate seco complementa diversas receitas

O tomate seco é uma forma deliciosa de comer mais tomate e, até de adicioná-lo em pizzas e outros pratos, sem perder os nutrientes e os benefícios do tomate fresco.

Ingredientes:

1 kg de tomates frescos;

Sal e ervas a gosto.

Modo de preparo:

Pré-aqueça o forno a 95º C. Depois, lave os tomates e corte-os ao meio, no sentido do comprimento. Retire as sementes das metades de tomate e coloque-as num tabuleiro de forno, forrado com papel manteiga, com a face cortada virada para cima.

Por fim, polvilhe ervas e sal a gosto por cima e leve o tabuleiro ao forno durante cerca de 6 a 7 horas, até que o tomate fique parecendo tomate seco, mas sem queimar. Normalmente, tomates maiores precisarão de mais tempo para ficarem prontos. Uma boa dica para poupar energia e tempo, é utilizar tomates de tamanhos semelhantes e fazer 2 tabuleiros de uma só vez, por exemplo.

Tomate recheado

Delícia rápida e simples de frazer
Delícia rápida e simples de frazer

Esta receita de tomate recheado dá cor a refeições de carne ou peixe e é simples de fazer, sendo uma excelente opção para facilitar o consumo de legumes pelas crianças.

Ingredientes:

4 tomates grandes

2 mãos cheias de miolo de pão

2 dentes de alho picados

1 mão cheia de salsinha picada

3 colheres de sopa de azeite

2 ovos batidos

Sal e pimenta

Manteiga, para untar

Modo de preparo:

Escavar com cuidado o interior dos tomates. Temperar por dentro e colocar a escorrer voltados para baixo. Misturar todos os outros ingredientes. Voltar os tomates para cima e colocar em uma assadeira untada com a manteiga. Encher os tomates com a mistura e colocar no forno aquecido a 200 ºC por 15 minutos e está pronto.

Essa receita também é uma alternativa para os vegetarianos que comam ovos.

Suco de tomate temperado

Suco que ajuda a combater o colesterol alto
Suco que ajuda a combater o colesterol alto

Veja a receita do suco de tomate para prevenir o colesterol alto:

Ingredientes:

3 tomates

150 ml de água

1 pitada de sal e outra de pimenta preta

1 folha de louro ou manjericão

Modo de preparo

Bater muito bem todos os ingredientes no liquidificador e tomar a seguir. Este suco de tomate também pode ser tomado gelado.

Aconselha-se o consumo de cerca de 3 a 4 unidades de tomate por dia, para que a necessidade diária de licopeno (que é de cerca de 35 mg/dia) seja suprida. Sendo assim, é indicado o consumo de tomate em saladas, sopas, molhos e na forma de suco.

Atenção: Por ser rico em potássio, o tomate deve ser consumido com moderação por quem sofre de insuficiência renal crônica e também por quem sofre de gastrite ou úlcera de estômago, pois o tomate é ácido.

NENHUM COMENTÁRIO