Usina Canabrava novamente interditada pela ANP por álcool adulterado

0

Novamente a Usina Canabrava foi interditada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) por suspeita de vender etanol contaminado com metanol, altamente tóxico.

Segunda interdição

Em novembro de 2016, ANP já havia interditado a usina ao encontrar metanol no etanol hidratado vendido em postos de combustíveis, no Rio de Janeiro. De posse de uma liminar, a unidade industrial retornou às suas atividades, agora, novamente interrompidas.

Álcool adulterado

A decisão judicial que derrubou a liminar teve como base os resultados da investigação do Programa de Monitoramento de Combustíveis da ANP que detectou metanol em postos cariocas com fortes indícios de que o combustível adulterado tenha sido distribuído pela Usina Canabrava, fornecedora de empresas como BR Distribuidora, Shell e Ipiranga, onde foram colhidas as amostras.

Agora, a Usina Cana Brava vai permanecer interditada por comercialização de produto de venda proibida e sem origem comprovada até nova decisão judicial.

NENHUM COMENTÁRIO