Maionese caseira, um perigoso hábito do campista

0
Sabe aquele maionesezinha que você ama despejar nos hanburguers, hod-dogs, pizzas e salgadinhos? Pois é, além de proibidas por lei, elas são um verdadeiro risco à sua saúde

Sabe aquele maionesezinha que você ama despejar nos hanburguers, hod-dogs, pizzas e salgadinhos? Pois é, além de proibidas por lei, elas são um verdadeiro risco à sua saúde e podem causar inúmeras doenças, como pressão alta, colesterol e salmonelose, essa última, um perigo imediato.

Causas

Salmonella
Salmonella

Tanto em países desenvolvidos com em subdesenvolvidos, a salmonelose é uma das principais formas de intoxicação alimentar provocada por bactérias da família Enterobacteriaceae, gênero Salmonella; sendo a S. enterica a mais comum. Sua transmissão acontece quando a bactéria é ingerida juntamente com alimentos de origem animal contaminados, ou aqueles que tiveram contato com fezes contendo tais agentes, como ovos, legumes e frutas; e que não foram previamente lavados e/ou fervidos. Diarréia, dor abdominal e febre são as principais manifestações da infecção.

Ovos crus

Os ovos são uma das principais formas de contágio, portanto, adquira o hábito de comê-los apenas cozidos. Maioneses caseiras, em sua maioria, são feitas com ovos crus. Fiquem atentos a isto.

Os ovos são uma das principais formas de contágio
Os ovos são uma das principais formas de contágio

Sintomas de 6h a 72h após ingestão

Após a ingestão das Salmonella estas penetram no epitélio do intestino delgado, causando assim uma pequena inflamação. Os sintomas tendem a se manifestar cerca de 6 horas após o contágio ou até mesmo 72 horas depois. Pode ocorrer das bactérias atingirem a corrente sanguínea e infectarem outros órgãos, aumentando com isto a gravidade da doença.

Identificados os sintomas, procure um médico
Identificados os sintomas, procure um médico

Os sintomas da salmonelose podem muitas vezes ser bastante semelhantes aos de outras doenças. Por isso, diante de qualquer comportamento anormal do seu organismo consulte rapidamente um médico. É importante realizar o diagnóstico diferencial para dar início ao tratamento correto.

Após o contágio o período de incubação pode variar um pouco. Os sintomas tendem a se manifestar cerca de 6 horas a até 72 horas após a ingestão dos microrganismos. Os mais frequentes nestes casos são:

Dor de cabeça;

Febre;

Vômitos;

Cólicas;

Náuseas;

Diarreia, podendo ou não apresentar sinais de sangue.

Diante destes sintomas consulte imediatamente um médico. A intensidade pode variar de pessoa para pessoa e depende bastante do estágio da infecção. Geralmente a salmonelose não deixa sequelas graves mas, pacientes imunodeprimidos, idosos, crianças e portadores de anemia falciforme necessitam de ter maiores cuidados.

Em Campos

A Vigilância Sanitária Municipal de Campos está coibindo a venda de maionese caseira no comércio de Campos dos Goytacazes. Diariamente, os agentes do órgão percorrem os estabelecimentos visando evitar a comercialização e orientando os proprietários sobre os riscos à saúde dos consumidores e ao desrespeito à lei municipal 507 de 1993 art. 198.

Vale ressaltar que não apenas a maionese caseira tem a sua venda proibida. Outros molhos, como catchup, mostarda, só devem ser comercializados com embalagens originais. Segundo o assessor de fiscalização da Vigilância Sanitária de Campos dos Goytacazes, Márcio Duarte, a proibição destes produtos tem o intuito de preservar a saúde das pessoas.

O assessor de fiscalização da Vigilância Sanitária de Campos dos Goytacazes, Márcio Duarte
O assessor de fiscalização da Vigilância Sanitária de Campos dos Goytacazes, Márcio Duarte

“Sabemos do mal que a maionese caseira causa às pessoas e fazemos esse trabalho de alerta exatamente para evitar que isso vire um problema maior para saúde pública”, ressaltou.

Ainda de acordo com Márcio, a fiscalização é feita diariamente em todo município.  A equipe da Vigilância Sanitária é composta por 30 fiscais. E os comerciantes que não se enquadram são punidos ao rigor da lei.

“A nossa equipe vai até o local, faz a inspeção e caso encontre alguma anormalidade, entregamos uma termo de intimação e de apreensão do produto irregular ao proprietário, que fica proibido de comercializar o molho caseiro. Se em uma nova vistoria ao mesmo local, for detectado que não se cessou a venda do produto, o comércio será interditado pelo órgão”, finalizou.

NENHUM COMENTÁRIO