Com medo condução coercitiva, Garotinho recua e promete ir a audiência

0

Bastou a juíza federal Débora Valle de Brito acenar com um mandado de condução coercitiva, a ser exercida pela Polícia Federal, para Garotinho, sem mostrar o menor resquício da valentia que notoriamente exibe por trás de um microfone, recuar em suas manobras evasivas para não comparecer a audiência especial dessa terça-feira no Tribunal Regional Federal da Segunda Região (TRF2) e prometer de pés juntos que irá comparecer ao ato.

Esconde, esconde…

Por quatro vezes oficiais de justiça tentaram intimar para tomar conhecimento sobre sentença de condenação por crime contra honra, e comparecer a entrevista com a Equipe Técnica que antecede a audiência especial para

ser orientado como vai cumprir a pena de serviços sociais.

Várias intimações foram deixadas na portaria do luxuoso apartamento do Flamengo com porteiro e também com um seu funcionário. Todas elas solenemente ignoradas.

Diante das evasivas a juíza expediu o mandado de condução coercitiva, agora recolhido diante da promessa de comparecimento.

Garotinho prometeu que vai. E é claro que ele vai. E sem fazer favor algum. Se não for por bem, vai esperneando… Mas vai… “Cachorro mordido de cobra tem medo até de linguiça”..

NENHUM COMENTÁRIO